26 de jul de 2010

Diário

VIRANDO O JOGO
Volta e meia lembro-me dos velhos tempos, tempos das minhas incompreensões dos valores da minha existência. Enfrentei turbulências, vivi conflitos, meti os pés pelas mãos. Não encontrava sentido pra mim mesmo, e pela minha própria falta de compreensão eu tive que experimentar a dor de não ser suficientemente capaz de discernir o que realmente estava acontecendo comigo. Vivi o caos, bebi do cálice do meu próprio estilo de vida. Subi a montanha para ver se encontrava respostas, mas na montanha eu não fui ouvido. Desci ao vale, mas Deus continuou em silêncio, parecia que Ele estava se esquivando de mim. Fui ao extremo da minha santidade e tentei me redimir de erros que nem mesmo sei se cometi, mas mesmo assim as coisas ainda continuavam a não fazer sentido algum.
Também Enfrentei o desconforto de ver pessoas sem devoção viverem momentos aparentemente saudáveis, com isso eu construí uma idéia de que Deus os havia colocado numa posição superior a minha, porque durante o tempo da minha idiotice eu costumava pensar que fui separado para ser a pior pessoa do mundo.
Um dia Deus me acordou e ele me desafiou a não olhar para a montanha e nem para o vale buscando um sentido para todas as coisas e nem explorar o extremo da minha santidade para ser aceito, porque Ele me disse que isso era impossível, e por essa impossibilidade foi que ele configurou a cruz, a cruz do sacrifício daquilo que era o seu bem mais precioso, "Jesus".
Ele me levou a olhar para mim mesmo e eu olhei e percebi que durante toda a minha vida eu não aprendi a me amar, e os conflitos que eu estava vivendo faziam parte de uma autoviolação da minha própria integridade, eu precisava me respeitar, valorizar aquilo que sou, homem feito a imagem e semelhança de Deus. Resolvi então a dar uma chance para mim mesmo, resolvi investir em mim, dei um sorriso, olhei para frente, chutei o balde da minha comiseração, dei um abraço na promessa e ela me disse: "Eu ainda estou contigo" peguei a caneta escrevi minha história copiando exatamente da bíblia aquilo que Deus falava à respeito de mim.
Hoje sou feliz, sei o que quero e sei para onde vou, então..
Quem quer ir comigo???...........

Pr. Edmagno

Nenhum comentário:

Postar um comentário